Customer Experience

Datas comemorativas e melhores experiências para o consumidor: a mão invisível do mercado

O PIX garantido (nome dado pelo Banco Central ao parcelamento através do PIX) ainda não está em funcionamento, mas o mercado financeiro, por meio do uso de fintechs, já tem oferecido ao consumidor brasileiro esta opção – inclusive, ela já esteve presente em datas importantes para os setores da economia brasileira, como a Black Friday no fim do ano passado; no Dia Internacional da Mulher, neste mês de março; e virá ainda mais forte no Dia das Mães.

A “mão invisível” do mercado age para melhorar cada vez mais o cenário e termos ótimas expectativas para as próximas datas.

Um exemplo disto é o PIX parcelado, oferecido por fintechs, utilizada, em sua maioria, por jovens das gerações Z e Millennials que não declaram não gostar de usar cartões de crédito. Mas, como isto contribui ou altera a experiência do consumidor e evita a queda nas vendas e consumo?

Em primeiro lugar, vale destacar que a rapidez do PIX em processar o pagamento traz alívio ao consumidor já que, em e-commerces, a confirmação rápida garante que o produto seja separado e encaminhado para o endereço de entrega o quanto antes.

Ressaltamos também que o fato de o PIX ser gratuito já beneficia tanto o consumidor quanto o varejista, pois diminui os custos, diferentemente dos cartões, que cobram taxas e juros do consumidor, repassam o valor após trinta dias para o lojista e ainda cobram altas taxas caso o lojista queira antecipar os recebíveis – essas taxas podem chegar a 5% do valor total vendido. Ou seja, o PIX parcelado é uma ferramenta que diminui o custo da compra para o consumidor e diminui o custo da operação para o varejista, aumentando a margem de lucro. E muitos já compreenderam isto.

Não à toa, o Banco Central divulgou na semana passada um dado que mostra que o PIX retirou dos grandes bancos brasileiros R$1,5 bilhão e, como mostrou outro levantamento, sua aceitação chegou a 64,4% em janeiro deste ano. No mesmo período do ano passado, era de apenas 16%.

Por isto, apesar de o contexto ainda ser extremamente desafiador, tanto para o lojista quanto para o consumidor, a mão invisível do mercado já age, com a ajuda de fintechs e inovações financeiras, para melhorar e contornar os problemas contemporâneos. A junção do PIX ao parcelamento otimiza a experiência de compra do consumidor, evitando assim grandes reclamações e insatisfações ao SAC – bem como aumenta a margem de lucro dos lojistas.

Etiquetas
Mostrar mais
Consultoria especializada em RFP e Contração de Contact Center e Soluções para Atendimento. | contato@customercentric.com.br Consultoria especializada em RFP e Contração de Contact Center e Soluções para Atendimento. | contato@customercentric.com.br

Henrique Weaver

Co-Founder e CEO da Pagaleve. Com background em empresas como Coca-Cola e a consultoria McKinsey, o executivo foi também CEO da startup indiana de hotelaria OYO, que já ocupou a posição de maior rede de hotéis do Brasil, além de ter sido um dos executivos líderes da Uber no Brasil. Acostumado com o ambiente de start-ups de alto crescimento, Henrique é Administrador pela Universidade de Brasília, e MBA pela Universidade da California.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar