User Experience

A experiência do usuário é o caminho do “unicórnio” para as empresas

Acesso, simplicidade, fluidez e rapidez. Pelo menos uma dessas palavras surge na mente de qualquer consumidor de produtos ou serviços digitais durante a interação com apps mobile, softwares em nuvem, ferramentas para desktops e notebooks ou até no uso das soluções para relógios inteligentes.  Ou seja, a experiência do usuário, UX.

Direta ou indiretamente, o usuário está em constante avaliação da sua experiência, enquanto percorre com cliques, toques ou pela própria voz até o objetivo final naquela aplicação. “Está muito lento”, “não acho o botão”, “como faço para me cadastrar?”, “a página não abre” são comentários que usualmente precedem a troca por interfaces mais objetivas e menos complexas.

A vida ganhou novas velocidades, devido principalmente ao avanço dos instrumentos tecnológicos para a realização de simples tarefas diárias e dos trabalhos mais exigentes. Mudaram, também, as formas como as pessoas lidam com as inovações e interpretam seus padrões. Ou seja, não basta mais oferecer um atalho ou uma novidade. 

Não é mais suficiente apenas o hype ou o tamanho da marca agregada àquele lançamento, se o relacionamento entre ele e o usuário não for dinâmico, assertivo, completo e personalizado. O público consumidor não tem interesse em permanecer em algo que dificulte ou imponha qualquer barreira à sua rotina.

O valor agregado da UX

Ou seja, a Experiência do Usuário, ou como está popularizado em inglês, User Experience (UX) e a Interface do Usuário (User Interface – UI) assumiu o protagonismo no desenvolvimento de aplicativos, sites, jogos e até no contato físico entre empresas e pessoas. E é neste ponto que mora uma das principais alternativas para os novos negócios. Pequenos, médios ou grandes. 

Estamos falando de economia, aumento da clientela e sucesso, com chances de alcançar o patamar viral, tão importante para alguns empreendimentos na atualidade. Pensar a UX/UI é um dos pontos mais importantes para quase todas as empresas, porque o custo é baixo e o retorno alto.

Este é um fato comprovado em diversos casos. O Nubank é um exemplo clássico em que a experiência do usuário criou um unicórnio. Sem oferecer nenhum serviço diferente, em comparação com seus competidores, o tratamento extraordinário foi o seu ponto de virada. Houve muito mais foco no UI/UX do que gastos em publicidade para alcançar os públicos de hoje. 

Em palavras simples: contou o cuidado com os botões no lugar certo, a simplicidade tanto no software quanto no atendimento, e sobretudo, a rapidez para resolver problemas. A transformação do tradicional, do relacionamento digital ortodoxo em algo que melhor representa o que o mercado espera de um banco digital. Na mesma esteira vem o Instagram (antes da sua aquisição pelo Facebook), que com poucas pessoas e sem investimento em mídia tornou-se o monstro que é. Se destacou de outros apps que também trabalhavam com fotos e filtros, justamente pela simplicidade com a qual o usuário tira uma foto, aplica seus efeitos favoritos e faz a postagem com pouco esforço por parte do cliente.

Uma coisa é comum entre os dois projetos: houve muito mais foco no UX/ UI do que gastos vultosos em publicidade para alcançar os públicos de hoje. 

As principais vantagens em oferecer uma boa experiência ao usuário são:

  • Menor custo de investimento inicial para competir no mercado
  • Aumento da conversão de vendas
  • Fidelização dos clientes e indicações a terceiros 
  • Maior valor agregado ao produto ou serviço
  • Produto final atendendo às necessidades imediatas dos usuários e mais competitivo
  • Economia de recursos na produção
  • Aumento da reputação da empresa

Mas não para por aí! Pensar na experiência do usuário também é uma função que está mais especializada, hoje em dia. Na vanguarda estão os desenvolvedores e designers especializados que conseguem projetar a experiência do usuário reunindo as diversas expertises interessadas. 

Por isso, hoje, o foco está voltado para a concepção de um ambiente agradável, familiar, responsivo, interativo e sempre a um clique a menos de distância. Conceber essa estratégia e aplicá-la ao produto ou serviço oferecido é pensar justamente em como atingir diferentes públicos e alcançar as diversas oportunidades de negócio. Porque os consumidores demandam tecnologia e mais simplicidade.

A janela de atenção do usuário está cada vez mais escassa, por isso é importante ser preciso e ter uma ferramenta que cative ele e faça com que ele não desista de utilizar o seu serviço ou produto. Pensar em UX é dar voz ao usuário e ser humilde para admitir que ele pode estar percebendo coisas que a empresa não percebeu.

Implantamos na Speedio esse verdadeiro conceito de UX e comprovamos os resultados que uma boa experiência ao usuário traz para o negócio. Trabalhamos para oferecer a outras empresas a possibilidade de desenvolverem seus produtos e serviços sob essa perspectiva. Com inputs e orientações das lógicas que interessam ao negócio e à recepção pelos clientes e usuários. Inclusive tornando a prospecção B2B (entre empresas) mais acessível também aos pequenos empresários. Por exemplo, desenhando toda a UX/UI com traços do marketing de vendas, do relacionamento com o cliente e das melhores tecnologias. 

Deixando simplificados conceitos como algoritmo, big data, inteligência artificial, fundamentais nos projetos de UX/UI. Dessa forma, startups e outros empreendimentos que estão dando os seus primeiros passos podem ter acesso a uma proposta de formatação de produtos e serviços que coloca a satisfação do cliente como foco principal e, com isso, assertivamente, favorece os negócios em diferentes cenários. Tudo a partir de um investimento modesto.

A experiência do usuário UX é o caminho do “unicórnio” para as empresas - Fonte: Canva Pro
A experiência do usuário UX é o caminho do “unicórnio” para as empresas – Fonte: Canva Pro

Etiquetas
Mostrar mais
Consultoria especializada em RFP e Contração de Contact Center e Soluções para Atendimento. | contato@customercentric.com.br Consultoria especializada em RFP e Contração de Contact Center e Soluções para Atendimento. | contato@customercentric.com.br

Maucir Nascimento

Maucir Nascimento é cofundador da Speedio, responsável pelas áreas de growth, comercial e marketing. Se formou em Marketing pela UNIFACS e logo tornou-se empreendedor serial tendo atuado em diversas áreas e especializando-se na área de tecnologia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar